Coluna Claras Ideias – Com Dr. Bastos (16 de dezembro)

 

Itapajé: Diplomação dos eleitos ocorrerá nesta quinta, dia 17; Atitude FM fará a transmissão

 

Em razão do cenário de pandemia provocado pela COVID-19 e em virtude do Decreto Estadual que proíbe eventos que gerem aglomerações, também em função de determinação do Tribunal Regional Eleitoral, a diplomação dos eleitos da 41ª Zona Eleitoral (Itapajé, Irauçuba e Tejuçuoca), que seria realizada de forma presencial, ocorrerá na modalidade virtual, no dia 17 de dezembro, quinta-feira próxima, às 17h. A sala de reunião online terá  a participação dos 37 vereadores eleitos, os três vice-prefeitos e os três prefeitos eleitos, bem como de representantes do Ministério Público Eleitoral e da Justiça Eleitoral.

 

Segundo Márcio Lopes, chefe do cartório eleitoral da 41ª Zona Eleitoral, serão diplomados, além dos eleitos, os três primeiros suplentes de cada partido que elegeu vereadores. Mas ele alerta que apenas os eleitos e suplentes que tiverem prestado contas com a Justiça Eleitoral dos gastos de campanha poderão ser diplomados. O prazo para a prestação de contas se encerra nesta terça-feira, dia 15.

 

A entrega do diploma ocorrerá a partir de sexta-feira, dia 18, na sede do cartório eleitoral mediante agendamento.

 

O evento será transmitido ao vivo pelas redes sociais da rádio Atitude FM.

 

Entidades criticam destinação de dinheiro do Fundeb para escolas privadas e pressionam Senado a evitar retrocesso

 

As mudanças feitas pelos deputados federais no texto da lei que regulamenta o Fundeb geraram protestos de entidades da área da educação que temem prejuízos ao ensino público caso o Senado não derrube as alterações aprovadas pela Câmara.

 

O novo texto foi definido pelos deputados ligados à educação como retrocesso. O Senado deve votar o projeto oriundo da Câmara Federal com a regulamentação do Fundeb.

 

São duas mudanças que caíram como uma bomba entre especialistas da educação: uma, que tira 10% do dinheiro do Fundeb para escolas do Sistema S e de entidades filantrópicas, e a outra alteração que permite que, dentro dos 70% dos recursos destinados à valorização dos professores e servidores da educação, sejam remunerados trabalhadores de outras áreas – como, por exemplo, administrativa e de vigilância.

 

A palavra ‘retrocesso’ é utilizada em nota divulgada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação e pela Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação (Fineduca).

 

As duas entidades condenaram o privilégio que os deputados federais deram ao direcionar 10% das verbas da educação pública para escolas do Sistema S e de entidades filantrópicas.

 

Segundo a nota, se o Senado não derrubar as mudanças feitas pela Câmara Federal, o novo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) perderá, entre 2021 e 2016, quase R$ 16 bilhões.

 

Será preciso assinar termo de responsabilidade para tomar vacina, diz Bolsonaro

 

O presidente Jair Bolsonaro assinou a Medida Provisória com o aval à liberação de R$ 20 bilhões para a compra de vacinas contra a Covid-19. Ao fazer o anúncio aos apoiadores que o aguardavam em frente ao Palácio da Alvorada, na noite de segunda-feira, 14, porém, o presidente menosprezou a imunização.

 

“Não é obrigatória. Vocês vão ter que assinar o termo de responsabilidade, se quiserem tomar. A Pfizer é bem clara no contrato: ‘Não nos responsabilizamos por efeito colateral’. Tem gente que quer tomar, então toma. A responsabilidade é sua. Para quem está bem fisicamente, não tem que ter muita preocupação. A preocupação é o idoso, quem tem doença”, disse Bolsonaro.

 

Líderes reconhecidos globalmente, como os ex-presidentes Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton, já se prontificaram a promover a vacinação nos Estados Unidos. Os imunizantes são a aposta da ciência para que mais vidas não sejam ceifadas pelo novo coronavírus, que já matou cerca de 1,6 milhão de pessoas no mundo, sendo mais de 181 mil somente no Brasil.

 

Na conversa com os apoiadores, Bolsonaro também usou uma passagem bíblica para criticar a “fraqueza” ante a crise sanitária. “Tem uma passagem bíblica, Provérbios 24:10. ‘Se tu te mostrares fraco na hora da agonia, tua força é pequena’. Tem que encarar, pô! Tem que lutar”, afirmou.

 

Uma nova onda da doença assombra países da Europa, que vêm adotando medidas para restringir a circulação de pessoas, e até mesmo aqueles em processos mais adiantados de aquisição e aplicação das vacinas recém desenvolvidas.

 

Decreto de fim de ano amplia horário no comércio e proíbe festas; conheça as novas medidas

 

Com o objetivo de frear o avanço da Covid 19 no Ceará e evitar um repique de casos ainda maior após as festas de fim de ano, o Governo estabeleceu que, de 15 de dezembro a 4 de janeiro, todo o comércio, inclusive shoppings, poderá funcionar das 9h às 23h e proibiu eventos sociais e corporativos, sejam em restaurantes, barracas, hotéis ou mesmo em condomínios.

 

As festas nas residências também serão limitadas a 15 pessoas, incluindo moradores e colaboradores. No decreto o Estado ainda amplia de 60% para 80% a capacidade hoteleira, mas exige obtenção do Selo Lazer Seguro, a ser emitido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e restringe o número de ocupantes dos quartos.

 

Maia recebe presidentes de partidos e parlamentares para discutir sucessão na Câmara

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu nesta terça-feira (15) na residência oficial presidentes de partidos e parlamentares para discutir a sucessão da presidência da Casa.

 

Deputados próximos de Maia e representantes de partidos de oposição buscam um nome para disputar em fevereiro a presidência contra Arthur Lira (DEM-AL), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

 

De olho na disputa pelo comando da Casa, o grupo formado por DEM, PSL, MDB, PSDB, Cidadania e PV reúne 147 deputados. O principal fiador e articulador do bloco é Rodrigo Maia, impedido de concorrer à reeleição pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

O escolhido pelo grupo deverá ter como principal adversário o líder do PP e do Centrão, Arthur Lira (PP-AL), que tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro e lançou candidatura na quarta.

 

Lira obteve o apoio de oito partidos: PL, PP, PSD, Solidariedade, Avante, Pros, Patriota e PSC. As siglas somam 160 parlamentares na Câmara.

 

 

 

 

Renan Gomes


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Atitude Empreendimentos



Nossas Redes Sociais


FALE CONOSCOCONTATO