Professora é presa após jogar desinfetante em alunos que não utilizavam máscaras adequadamente

A professora Christina Reszetar foi presa na quarta-feira, 6, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, após borrifar desinfetante em quatro alunos de Ensino Médio que estariam usando máscaras incorretamente. A ação teria sido uma forma de repreensão aos estudantes para utilizarem adequadamente as máscaras, consideradas essenciais pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o contágio pelo coronavírus.

Segundo o canal News Channel 8, Christina, de 51 anos, é professora de matemática e atua há mais de 18 anos na cidade de Largo. O incidente do desinfetante ocorreu nas dependências da escola e, de acordo com a polícia, a mulher teria borrifado desinfetante pelo rosto e pelo corpo dos estudantes. Toda a situação foi captada pelas câmeras de segurança do local, mas a filmagem não foi liberada.

Após ser levada sob custódia, a docente compareceu no dia seguinte diante do juiz do condado e alegou não ter condições de pagar por um advogado. Como Christina não tem nenhuma passagem pela polícia, o magistrado optou por liberá-la sem necessidade de fiança. Ainda assim, durante a sessão, o juiz disse que a atitude da professora caracterizava uma “tentativa severamente equivocada de disciplina”.

Na vizinhança, a situação foi recebida com surpresa – tanto pela atitude da docente quanto pela da polícia. “Eu não acho que seja certo”, disse uma vizinha da professora, que se identificou apenas como Teresa, “mas os professores estão sob muito pressão agora com o coronavírus”. Embora tenha deixado a cadeia na quinta-feira, 7, Christina ainda pode responder judicialmente se o estado da Flórida seguir com o processo. Por ora, a docente continua empregada na escola da cidade de Largo.

Fonte: O Povo

Mário Almeida


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Atitude Empreendimentos



Nossas Redes Sociais


FALE CONOSCOCONTATO