Deputado, ex-aliado de Bolsonaro, denuncia suspeitas de irregularidades na aquisição da Covaxin

O deputado Luis Miranda (DEM-DF) apresentou nesta sexta-feira (25) um PowerPoint para acompanhar seu depoimento à CPI da Covid. Na apresentação, o parlamentar mostrou trechos de conversas que teve por aplicativo e documentos relativos às negociações da vacina Covaxin.

Além do parlamentar, participou o irmão dele, Luis Ricardo Miranda, chefe de importação do Departamento de Logística em Saúde do Ministério da Saúde.

No depoimento, Luis Ricardo disse que informou ao presidente Jair Bolsonaro os nomes de três pessoas que o pressionaram a liberar a importação da vacina Covaxin.

A abertura da apresentação mostra uma foto do deputado Luis Miranda com seu irmão, Luis Ricardo, e a frase bíblica “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.

A frase é bastante utilizada pelo presidente Jair Bolsonaro desde sua campanha eleitoral em 2018 — inclusive, aparecia no programa de governo apresentado pelo então candidato.

Miranda fazia parte da base aliada do presidente. Após as revelações desta semana, o Planalto disse que abriria investigações contra o servidor da Saúde que levou adiante os documentos das negociações da Covaxin.

O parlamentar mostrou slides em ordem cronológica com os documentos relativos às negociações com a Bharat Biotech, fabricante da Covaxin.

A vacina, produzida na Índia, é a mais cara negociada pelo governo até agora, e as negociações são alvos de investigações da CPI e do Ministério Público.

Esses slides mostram ofícios enviados à empresa Precisa Medicamentos sobre o contrato firmado com o Ministério da Saúde para compra da vacina, invoices — ou seja, faturas das negociações — e outros documentos.

Fonte: G1.com

Mário Almeida


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Atitude Empreendimentos



Nossas Redes Sociais


FALE CONOSCOCONTATO