Arquivos Educação - FM Atitude

Wesley Martins18 de janeiro de 2021
240_F_397271940_eIMKz4tzTOB36uWJzC51nFW6HzGnQ38v.jpg

2min140

Candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que apresentaram sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa deverão solicitar a participação na reaplicação do exame entre os dias 25 e 29 de janeiro, na Página do Participante, conforme anunciou hoje (17), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

A orientação é que esses participantes não compareçam aos locais de prova. O Enem começou a ser aplicado neste domingo (17) e segue no próximo domingo (24).

O Inep informou que recebeu os primeiros pedidos e comprovantes da condição entre 11 e 16 de janeiro. Hoje, no entanto, às 12h, no horário de Brasília, o sistema foi fechado para que os pedidos fossem avaliados e os participantes recebessem a resposta antes da aplicação.

O sistema será novamente aberto entre 25 e 29 de fevereiro. Nessas datas, os participantes que apresentaram sintomas após o dia 16 poderão apresentar exames e laudos médicos que comprovem a condição na Página do Participante. Os inscritos que tiverem a solicitação aprovada farão as provas nos dias 23 e 24 de fevereiro.  A aprovação ou a reprovação da solicitação deverá ser consultada, também, na Página do Participante.

FONTE: Agência Brasil


Wesley Martins18 de janeiro de 2021
enem.jpg

1min180

O Ceará teve 48% de abstenções na prova deste domingo (17) do Enem 2020, ou seja, um total de 154.545 inscritos, de acordo com balanço divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Neste primeiro dia, os candidatos realizam os exames de Ciências Humanas, Redação e Linguagens e Códigos.

Em todo o Brasil, mais de 2 milhões de candidatos faltaram o exame, o que representa 51,5% do total de inscritos. Em 2019, por exemplo, os índices de ausência chegaram a pouco mais de 20% nos dois dias.

FONTE: Diário do Nordeste


Wesley Martins15 de janeiro de 2021
240_F_66784868_Vvq2ljUAY7fNrqVvVataOccO9MN1aCKv.jpg

1min260

A Secretaria da Educação (Seduc) iniciou, ontem (14), o processo para admissão de 1.250 professores efetivos, aprovados no último concurso público para a área, realizado em 2018. O edital de convocação para o provimento dos cargos será lançado hoje (15). O governador Camilo Santana já havia anunciado a convocação no último dia 29 de dezembro, por meio de seu perfil em uma rede social.

“Os outros 1.250 profissionais serão convocados em junho. Portanto, todos os convocados devem assumir os seus cargos ainda no primeiro semestre de 2021. É um esforço que o Estado está fazendo por compreender a importância da educação”, disse Camilo.

FONTE: Diário do Nordeste


Mário Almeida14 de janeiro de 2021
enem-1.jpg

6min1350

Candidatos inscritos para Enem 2020 (Exame Nacional do Ensino Médio) que estejam acometidos de Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas podem solicitar a reaplicação das provas. O Enem será aplicado nos próximos dias 17 e 24 de janeiro (versão impressa) e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro (versão digital). Já a reaplicação do exame está marcada para os dias 23 e 24 de fevereiro. Quem estiver doente deve comunicar a condição, antes da realização das provas, acessando a Página do Participante na internet.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença.

Na documentação deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. 

 

 

Quais são as doenças infectocontagiosas

 

 

Pelo edital do Enem 2020, são doenças infectocontagiosas, para fins de pedido de reaplicação das provas: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19. O Inep reforça que os participantes que apresentarem sintomas na véspera ou no dia da prova não deverão comparecer ao exame, “primando pela segurança e pela saúde coletiva”. 

“Em casos como esses, além de registrar o ocorrido na Página do Participante, o inscrito deverá entrar em contato com a Central de Atendimento do Inep (0800 616161) e relatar a condição, com o objetivo de agilizar a análise do laudo pela autarquia. A aprovação ou a reprovação da solicitação deverá ser consultada, também, na Página do Participante”, informa a autarquia. 

Segundo o Inep, não só pessoas com problemas de saúde na data das provas poderão participar da reaplicação. Quem tiver problemas logísticos, como, por exemplo, falta de energia elétrica, também poderá comunicar o problema pela Página do Participante para fazer o exame em fevereiro.

 

 

 

Protocolos de segurança

 

 

 

O governo informa que protocolos relacionados à Covid-19 na aplicação do exame incluem a disponibilização de álcool em gel nas salas e a obrigatoriedade do uso de proteção facial durante a prova. O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia. As máscaras serão verificadas pelos fiscais para evitar possíveis infrações.

O participante que não utilizar a máscara cobrindo totalmente o nariz e a boca, desde a entrada até a saída do local de provas, ou recusar-se, injustificadamente, a respeitar os protocolos de proteção contra a pandemia, a qualquer momento, será eliminado do exame, exceto em casos previstos na Lei n.º 14.019, de 2020.  

Também foram estabelecidas regras específicas para reduzir aglomerações durante a aplicação do Enem. Segundo o Inep, a ocupação das salas será de, aproximadamente, 50% da capacidade. Os colaboradores do Enem também deverão possibilitar o máximo de ventilação natural nos ambientes.

Além disso, os portões serão abertos às 11h30 (horário de Brasília), 30 minutos antes do previsto nos editais. As pessoas consideradas de grupos de risco (idosos, gestantes e pessoas com doenças respiratórias ou que afetam a imunidade) ocuparão salas com no máximo 25% da capacidade máxima. Ainda de acordo com o Inep, esses participantes já foram previamente identificados na base de inscritos e alocados nas salas especiais.

 

Fonte: Diário do Nordeste


Mário Almeida14 de janeiro de 2021
uece-foto.png

6min1100

O governador Camilo Santana nomeou nesta quarta-feira (13) o novo reitor da Universidade Estadual do Ceará (Uece). O professor de Geografia, Hildebrando dos Santos Soares, assume o cargo após passar oito anos como vice-reitor. Já o médico veterinário, Dárcio Ítalo Teixeira, assume a vice-reitoria.

A cerimônia de nomeação aconteceu no Gabinete do governador, no Palácio da Abolição, com a presença dos novos gestores e do secretário de Ciência e Tecnologia do Ceará, Inácio Arruda.

O governador do Ceará declarou, nas redes sociais, a preferência da comunidade universitária na escolha da nova reitoria. “Eles obtiveram maioria na consulta prévia realizada pela comunidade acadêmica, com 32,5% dos votos. Desejo boa sorte e bom trabalho ao reitor e ao vice-reitor nesses próximos quatro anos a frente da instituição”, publicou Camilo Santana.

O secretário Inácio Arruda reforçou a decisão de Camilo em nomear o mais votado. “Ato que consolida um caminho de fortalecimento da universidade”, comentou Inácio. “O reitor Hidelbrando Soares assume o cargo com o total respaldo e respeito do meio universitário. A Uece é a segunda maior universidade do Estado e uma das mais importantes do país. Hidelbrando e Dárcio farão um grande mandato”, complementou o secretário.

“A Universidade Estadual do Ceará é um grande patrimônio do povo cearense. Sua missão precípua é servir a esse povo, contribuindo para o desenvolvimento de nosso Estado, com inclusão e justiça social. Nossa tarefa na gestão universitária é garantir a realização dessa função social e pública de nossa Universidade”, destacou o novo reitor.

Antes da nomeação, a chapa eleita passou por consulta prévia realizada com a comunidade universitária, quando obteve o maior número de votos, totalizando o percentual global de 32,58%.

A cerimônia de transmissão de cargo vai ser realizada na próxima sexta-feira (15/01), às 16h, restrita à Administração Superior da universidade, e aos familiares dos recém-nomeados. O evento acontece na Sala dos Órgãos de Deliberação Coletiva (SODC), no campus Itaperi, e será transmitida ao vivo pelo Facebook da Uece.

Inácio Arruda, Hidelbrando dos Santos, Camilo Santana e Dárcio Italo na cerimônia de nomeação. — Foto: Uece/Divulgação

Perfil da nova reitoria 

Professor Hidelbrando Soares foi vice-reitor da Uece por oito anos, no período de 2012 a 2020. É Bacharel em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará, Especialista em Geografia pela Universidade Federal do Ceará e Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto da Uece, com experiência na área de Geografia Humana. Na gestão, atuou também por oito anos consecutivos, 2004 a 2012, como Diretor da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (Fafidam/Uece).

Professor Dárcio Ítalo Teixeira possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Paraíba, Mestrado e Doutorado em Ciências Veterinárias pela Universidade Estadual do Ceará e Pós-Doutorado em Biotecnologia pela Universidade de Buenos Aires. Atualmente é Diretor do Hospital Veterinário Prof. Sylvio Barbosa Cardoso, Vice-Diretor da Faculdade de Veterinária e professor associado da Uece.

Fonte: G1/CE

 


Mário Almeida13 de janeiro de 2021
prouni.jpg

12min960

As inscrições para o Programa Universidade Para Todos (Prouni2021 abrem nesta terça-feira (12) e se encerram às 23h59 de sexta (15).

Para se inscrever, é preciso acessar o site oficial do programa:http://prouniportal.mec.gov.br/. É possível escolher até duas opções de instituição, curso e turno. Todos os dias, ao longo do período de inscrição, o sistema atualiza as notas de corte. O candidato poderá alterar as opções de acordo com as chances de ser aprovado.

O Prouni seleciona candidatos para bolsas parciais e integrais em universidades particulares. Um dos critérios de seleção é o desempenho dos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio(Enem).

Com o adiamento do Enem 2020 por causa da pandemia, a nota desta edição só será divulgada no fim de março. Por isso, a seleção do Prouni deste primeiro semestre adotará as notas do Enem 2019.

Os resultados serão divulgados em 19 de janeiro (primeira chamada) e 1º de fevereiro (segunda chamada).

Para participar, é necessário se encaixar em uma das seguintes categorias:

  • ter cursado o ensino médio completo na rede pública;
  • ter sido bolsista integral em escolas particulares durante todo o ensino médio;
  • ter alguma deficiência;
  • ser professor da rede pública de ensino, na educação básica.

Com exceção dos docentes, os demais candidatos não podem ter diploma do ensino superior.

Critérios de renda

 

O Prouni dá direito a bolsas de estudo em universidades particulares. São duas modalidades:

  • bolsa integral: renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo;
  • bolsa parcial (50% da mensalidade): renda familiar mensal per capita de 1,5 a 3 salários mínimos.

 

Lista de espera

 

Os estudantes não convocados nas duas primeiras chamadas deverão manifestar interesse em continuar no processo seletivo entre os dias 18 e 19 de fevereiro.

A lista de espera estará disponível para consulta em 22 de fevereiro.

Fies

 

O Programa de Financiamento Estudantil (Fies) também abrirá as inscrições em janeiro. A seleção para concorrer a um dos contratos de financiamento para mensalidades em universidades privadas será aberta em 26 de janeiro e se encerra em 29 de janeiro.

O Fies também usa as notas do Enem como critério de seleção e, para a edição do primeiro semestre de 2021, adotará o desempenho do Enem de anos anteriores (de 2010 a 2019).

Sisu

 

Já o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona alunos para universidades públicas, ficará para abril. Como as notas do Enem 2020 sairão em março, haverá tempo de usá-las no processo de seleção.

Cronograma do Prouni

 

  • Inscrições: 12 a 15 de janeiro
  • Resultado (primeira chamada): 19 de janeiro
  • Segunda chamada: 1º de fevereiro
  • Interesse em participar da lista de espera: 18 e 19 de fevereiro
  • Resultado da lista de espera: 22 de fevereiro

 

MEC publica edital do Fies 2021 com inscrições em janeiro e Enem de anos anteriores

 

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta sexta-feira (18) o edital do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2021.

O edital prevê inscrições abertas entre 26 e 29 de janeiro e usará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio de edições anteriores, a partir de 2010.

Como o Enem 2020 será realizado em janeiro e as notas serão divulgadas em março, não será possível usar o desempenho desta edição para concorrer ao financiamento estudantil do primeiro semestre.

O mesmo vai acontecer com o Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo em universidades privadas e também seleciona pelas notas do Enem. O edital, publicado na segunda-feira (14), também prevê abertura de inscrições em janeiro.

O Fies e o Prouni são os principais programas de acesso ao ensino superior privado do país.

Fonte: G1.com


Wesley Martins11 de janeiro de 2021
enem-1.jpg

3min340

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem estar atentos às regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. As medidas que devem ser adotadas tanto na aplicação do Enem impresso quanto do Enem digital estão previstas nos editais dos exames, e o descumprimento poderá levar inclusive à eliminação dos candidatos.

A máscara de proteção facial será item obrigatório nesta edição do Enem. Além de precisar apresentar um documento oficial original com foto e de ter uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, quem não estiver de máscara não poderá fazer a prova.

Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não devem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame.

Outra regra é o distanciamento social. As salas, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes.

Quem for diagnosticado com covid-19 ou apresentar sintomas da doença, ou de outra infectocontagiosa até a realização do exame deve comunicar o Inep pela Página do Participante e pelo telefone 0800 616161. Esses candidatos terão direito de participar da reaplicação do Enem nos dias 23 e 24 de fevereiro.

FONTE: Agência Brasil


Wesley Martins8 de janeiro de 2021
Estudante.jpg

1min350

As 162.022 bolsas de estudo ofertadas no primeiro semestre deste ano pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) já estão disponíveis para consulta prévia. As inscrições para concorrer ao auxílio abrem na próxima semana, entre terça-feira (12) e sexta-feira (15), segundo o Ministério da Educação (MEC). Os resultados da seleção estão previstos para serem divulgados em 19 de janeiro (primeira chamada) e 1º de fevereiro (segunda chamada).

FONTE: Diário do Nordeste


Wesley Martins7 de janeiro de 2021
Sala-de-aula-vazia.jpg

1min340

As escolas municipais do Ceará registraram uma queda de 92.771 matrículas de 2019 para 2020 na modalidade do ensino integral, passando de 345.279 para 252.508 inscrições no período, uma redução de 26,8%. As informações são do Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no dia 31 de dezembro e antecedem à pandemia do novo coronavírus, tendo como referência a data de 11 de março de 2020.

FONTE: Diário do Nordeste



Atitude Empreendimentos



Nossas Redes Sociais


FALE CONOSCOCONTATO