Domingo, 26 de Junho de 2022
29°

Pancada de chuva

Itapajé - CE

Itapajé Resultado

Itapajé: Após denúncia do MPCE, Tribunal do Júri sentencia sete réus por participarem da chacina na cadeia

O Tribunal do Júri ocorreu nas dependências do Fórum de Justiça de Itapajé

20/04/2022 às 12h33
Por: Mário Almeida Fonte: MPCE
Compartilhe:
Itapajé: Após denúncia do MPCE, Tribunal do Júri sentencia sete réus por participarem da chacina na cadeia

Após mais de 21 horas de julgamento, o Tribunal do Júri da Comarca de Itapajé acatou as teses do Ministério Público do Estado do Ceará - MPCE e sentenciou os sete acusados de participarem de uma chacina na Cadeia Pública de Itapajé, ocorrida no dia 29 de janeiro de 2018 e que resultou na morte de dez detentos. O julgamento teve início às 8h30 do dia 18 de abril e encerrou às 18h30 de 19 de abril. As teses expostas pelo MPCE ficaram a cargo dos promotores de Justiça Christiane Valéria Carneiro de Oliveira e Luís Bezerra Lima Neto. As penas somadas dos sete réus ultrapassam 1.350 anos.

Foram sentenciados à prisão em regime fechado os réus: Artur Vaz Pereira, vulgo “Sayamen”, a 210 anos e 4 meses; Francisco das Chagas Sousa, vulgo “Chicó”, a 180 anos e 8 meses; Antônio Jonatan de Sousa Rodrigues, vulgo “Zé Tronco”, a 180 anos e 8 meses; Willian Alves do Nascimento, vulgo “Batata”, a 180 anos e 8 meses; Francisco Idson Lima de Sales, vulgo “Idson”, a 180 anos e 8 meses; e Alex Pinto Oliveira Rodrigues, a 240 anos. Os seis foram julgados pela prática de dez homicídios triplamente qualificados, por motivo torpe, meio cruel e com recursos que dificultaram as defesas das vítimas. Já Murilo Borges de Araújo foi sentenciado a 180 anos e 8 meses de prisão em regime fechado, pela prática de homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe, e com recursos que dificultaram as defesas das dez vítimas. Os sete réus foram julgados pelas mortes de: Francisco Elenilson de Sousa Braga (vulgo “Leleu”), Carlos Bruno Lopes Silva, Willian Aguiar da Silva, Manuel da Silva Viana (vulgo “Pirrana”), Francisco Helder Mendes Miranda, Francisco Emanuel de Sousa Araújo, Caio Mendes Mesquita, Francisco Davi de Sousa Mesquita, Francisco Mateus da Costa Mendes e Alex Alan de Sousa Silva.

O crime ficou nacionalmente conhecido como “Chacina da Cadeia Pública de Itapajé”, fato ocorrido no interior da unidade prisional, na manhã do dia 29 de janeiro de 2018, logo após as aberturas dos portões para o rotineiro banho de sol dos detentos. Conforme a peça do MPCE, os denunciados, mediante ajuste prévio, com identidade de propósitos, tramaram uma emboscada. Foram utilizadas duas armas de fogo e facas para subjugar pelo menos dez vítimas, as quais foram acuadas e surpreendidas pela ação mortífera dos acusados, os quais eram integrantes e/ou simpatizantes de grupo rival.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Itapajé - CE Atualizado às 11h05 - Fonte: ClimaTempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 32°

Seg 32°C 20°C
Ter 32°C 21°C
Qua 31°C 21°C
Qui 32°C 20°C
Sex 32°C 20°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias