Terça, 07 de Dezembro de 2021
(85) 99236-2812
Educação ENEM:

ENEM: celular longe e 2 textos por semana; caminho para a redação nota mil

ENEM: celular longe e 2 textos por semana; caminho para a redação nota mil

31/03/2021 17h34 Atualizada há 8 meses
Por: Mário Almeida
ENEM: celular longe e 2 textos por semana; caminho para a redação nota mil

A estudante Aline Soares Alves, de 18 anos, foi uma das 28 pessoas que alcançaram a nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, cujas notas foram divulgadas na segunda-feira (29). A aluna, que nasceu em Fortaleza, mas mora em João Pessoa, conta que para atingir a nota máxima, precisou driblar a falta de concentração nas aulas à distância, por causa da pandemia, deixar o celular de lado e escrever até duas redações por semana.

“Minha rotina de estudos foi bem diferente da que era antes da pandemia, precisei mudar muita coisa. Eu tive muita dificuldade em prestar atenção na aula EAD, foi muito difícil porque qualquer coisa me distraía, principalmente o celular. Para contornar isso, tive que focar, deixar o celular de lado e realmente me dedicar aos estudos”, conta a jovem, que passou a maior parte do ano nas aulas à distância e voltou para o presencial híbrido em outubro.

Segundo Aline, a prioridade durante o ano foi resolver questões ao invés de fazer resumo dos conteúdos do Enem. Para a redação, a prática foi semanal. “Meu preparo foi fazer até duas redações por semana. Estudei até a véspera porque fiquei ansiosa, então um dia antes da prova eu fiquei revisando as minhas redações”, comenta Aline.

Aline estudou à distância durante a maior parte do ano e voltou para as aulas presenciais em outubro de 2020 — Foto: Aline Soares/Acervo pessoal

 Foto: Aline Soares/Acervo pessoal

A estudante fez a versão impressa do Enem, na primeira aplicação, cujo tema da redação foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Ela já havia escrito redações sobre o eixo temático, em seus estudos, e contou sobre o desenvolvimento do texto.

“A proposta que eu apresentei foi a ação do Ministério da Saúde para intensificar a criação de atendimentos psiquiátricos públicos e a ação do Ministério de Comunicações para divulgar a importância do respeito às pessoas que sofrem de doenças mentais e da identificação precoce dos casos”, relata.

Este foi o primeiro ano que Aline fez o Enem para valer, mas ela já havia feito a prova em outras ocasiões, como treineira. Para os estudantes que também querem tirar nota mil na redação, ela dá algumas dicas de como foi o período antes e durante a prova.

“Uma dica que eu tenho para dar é ter muita calma e tranquilidade na hora de realizar a prova. Estudem muito antes, mas até o seu limite. Não passe disso pois desgasta muito ao longo do ano, então foco nas matérias que têm mais dificuldade e fica tranquilo que dá certo”, explica.

No dia da prova, ela diz que resolveu primeiro as questões de linguagem e depois fez a redação e, em seguida, as questões de humanas, para só então transcrever a redação.

“Uma técnica que eu usei foi fazer o esqueleto da redação antes de escrever o rascunho. Peguei a introdução, os dois desenvolvimentos e a conclusão, coloquei de lado e dividi em tópicos. Isso me ajudou muito para fazer a redação final”, diz

Com o resultado do Enem em mãos, Aline agora vai em busca de realizar seu sonho. “Eu tenho um desejo no coração, desde pequena, que é cursar medicina. Eu quero muito entrar nessa área porque eu acho uma área de atuação muito bonita, muito incrível, e eu sempre tive essa vontade de ajudar as pessoas, dar assistência a elas e salvar vidas”, completa.

Fonte: G1.com

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias