Quinta, 21 de Outubro de 2021
(85) 99236-2812
Politica Juiz

Juiz Eleitoral cassa os mandatos de prefeito, vice-prefeita e de um vereador em Coreaú

Juiz Eleitoral cassa os mandatos de prefeito, vice-prefeita e de um vereador em Coreaú

11/06/2021 10h14 Atualizada há 4 meses
83
Por: Mário Almeida
Juiz Eleitoral cassa os mandatos de prefeito, vice-prefeita e de um vereador em Coreaú
A Justiça Eleitoral, através do Juiz Guido Freitas Bezerra, da 64ª Zona Eleitoral sediada em Coreaú, região noroeste do Estado,  decidiu por cassar os mandatos de Edézio Sitônio e  Erika Frota Cristino, ´prefeito e vice-prefeita do município citado, os dois pertencentes ao PDT. Além disso, ambos estão inelegíveis pelo período de oito anos, conforme a decisão do magistrado. Os dois foram condenados por abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2020.
“Reconheço o cometimento de abuso de poder econômico, razão pela qual, imponho-lhes a sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição em que se verificou a conduta ilícita, além da cassação dos seus diplomas e a invalidação dos votos percebidos na eleição 2020”, diz um trecho da decisão. Além do prefeito e da vice-prefeita, o Juiz também cassou o mandato e os direitos políticos da primeira-dama, Humberlândia, e do vereador Chico Antônio (PDT) que, além de parlamentar, é professor de Direito Eleitoral na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), em Sobral, e irmão do deputado Federal, Leônidas Cristino (PDT).
Segundo o parecer do Juiz, o prefeito, a vice, a primeira-dama e o vereador realizaram compra de votos durante a eleição de 2020. Os valores das transações, as datas e horários foram revelados em conversas de WhatsApp", destaca a decisão.
“O caso, contudo, nos revela que foram inúmeros os eleitores corrompidos. Os diálogos revelam que os votos foram comprados no atacado (negociação de votos de unidades familiares), o que ocorreu durante toda a campanha eleitoral. Assim, forçoso reconhecer que há gravidade concreta apta ao reconhecimento do abuso”, afirmou o juiz em um outro trecho do documento.
O prefeito, vice-prefeita, vereador e primeira-dama de Coreaú, têm direito de recorrer da decisão e permanecem no cargo até à análise e parecer a ser expedido pelo Tribunal Regional Eleitoral - TRE do Ceará.
Fonte: Sobral Online
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias