Sábado, 25 de Setembro de 2021
(85) 99236-2812
Saúde Saude

Obesidade infantil: gestores têm até 17 de setembro para aderir estratégia de prevenção

O programa foi instituído pelo Ministério da Saúde com o objetivo deter o avanço da obesidade infantil e contribuir para o cuidado e para a melhoria da saúde e da nutrição das crianças.

13/09/2021 21h50
79
Por: Redação Fonte: Ceará Agora
Obesidade infantil: gestores têm até 17 de setembro para aderir estratégia de prevenção
Termina na próxima sexta-feira (17) o prazo para que municípios possam aderir ao incentivo financeiro para a implementação de ações da Estratégia Nacional de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil (Proteja). O programa foi instituído pelo Ministério da Saúde com o objetivo deter o avanço da obesidade infantil e contribuir para o cuidado e para a melhoria da saúde e da nutrição das crianças.

Os municípios que se encaixam nos critérios estipulados pelo Ministério poderão fazer adesão por meio do Sistema de adesão a incentivo financeiro para a estruturação da Atenção Primária à Saúde (APS), disponível no portal e-Gestor.

Os recursos estabelecidos para o Proteja destinam três parcelas de R$31,9 milhões por ano, durante três anos, para cidades de até 30 mil habitantes que registraram, em 2019, excesso de peso em mais de 15% das crianças menores de 10 anos.

“Vamos prevenir a obesidade infantil: 1,2,3 e já!”

De acordo com o Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani), 7% das crianças brasileiras menores de cinco anos estão com excesso de peso e 3% estão com obesidade. Visando enfrentar esse cenário, neste ano, a campanha contra a obesidade infantil do Ministério da Saúde reforça a responsabilidade de todos por cuidar e incentivar crianças a adotarem uma alimentação saudável e praticar atividades físicas.

A campanha também ressalta a atuação da pasta na articulação de ações intersetoriais de promoção da saúde, prevenção e atenção à obesidade infantil.
Saiba mais sobre a campanha deste ano aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias